Arquivo da tag: afinação

Afinado X Desafinado

“Se você disser que eu desafino, Amor,
Saiba que isso, em mim, provoca imensa dor.”
(Tom Jobim/ Newton Mendonça)
Sempre que alguém chama outro alguém de “desafinado” não faz idéia do tamanho do rombo que abre na personalidade do outro. Este texto bem poderia justificar o prefácio de um livro de auto-ajuda, pensarão alguns. Eu concordaria, se o livro se propusesse a discutir auto-estima e a baixa auto-estima.

Alguém grita na rua: “ô, gordo!”, “ô, careca!”, “ô, viado!” TUDO BEM! Nenhum problema. Porém, se disser “ô, desafinado!”, estará condenando o indivíduo, para todo o sempre, a SER desafinado! Pois muito bem: ninguém “é” desafinado… alguém pode “estar” desafinado, como um instrumento. E necessita ser afinado, certo?

Se Deus afinou os passarinhos e as ondas do mar, não tinha por que ser sacana justamente com o coitado que é chamado de desafinado! Acredito que esse “desequilíbrio” na afinação que se constata em alguém (e conheci inúmeros casos nos meus últimos trinta anos dando aulas de canto) deva-se ao fato de estas discriminações mexerem exatamente com o “chacra”(*) da comunicação. É através deste canal de energia, o “chacra” laríngeo, que o indivíduo se comunica com o mundo, através dele se coloca no mundo.

E justamente os “amigos”, que desconhecem os motivos pelos quais o indivíduo não consegue bem entoar (e por isso mesmo precisa “ser “afinado” novamente), ao invés de colaborar seja para ele encontrar seu melhor “tom”, seja para conseguir ouvir melhor, viram-se para o amigo e fazem a piadinha, achando que estão ajudando: “você gosta de canto? então vá lá pro canto!”

Ricardo Oliveira, mestre de Música Orgânica (ler QUEM PODE CANTAR?), sempre nos orienta em relação a observar de que é que alguém necessita pra ficar mais afinado. Eu acredito que a relação afinação-desafinação esteja diretamente relacionada com aprender a ouvir. Há uma famosa frase repetida ad-nauseam em corais: “Ouvir é mais importante do que cantar”.

 

(*) “chacras” – canais de energia reconhecidos pelos indianos, vórtices de energia que movimentam a vida no corpo físico do ser humano. Há vários livros, mormente da Editora Pensamento, São Paulo, que explicam o que são os “chacras” e como funcionam. Maude Salazar, em seu livro YOGA DA VOZ (**), dá um belo panorama de como funcionam esses chacras e como vibra nossa voz em cada um deles.

(**) YOGA DA VOZ, de Maude Salazar e Maudie Chiarini, Ed. Tahyu, 2007.

 

Anúncios