Arquivo da tag: voz

Quem pode cantar?

Em 1972, comecei a trabalhar com canto. Tinha, na época, a preocupação de dizer, a todos os que me procuravam, que é possível cantar, independentemente de conhecimento musical anterior, ou o que quer que seja. Buscava mostrar, com cuidado, aos alunos que apresentavam maior dificuldade, que certamente avançariam, desde que tivessem esforço e paciência. A persistência os conduziria aonde quisessem. Era fundamental apenas que entendessem que “todo o mundo pode cantar”.

O tempo passou, aumentando a preocupação e o cuidado. Fui percebendo, aos poucos, e com intensidade, que o povo sempre tem razão. Se inventou o famoso ditado “Quem canta seus males espanta!”, é porque “todo o mundo DEVE cantar!”

Alguns têm mais facilidade do que outros, por terem logo de início um ambiente facilitador, que lhes dá um empurrão, como um meio musical ou uma família de músicos; cito sempre a Sandy e seu mano, cujos avós já cantavam. Outros, pelo fato de terem a voz um pouco diferenciada, “rouca”, mais grave, mais sei-lá-o-quê, acabam sendo colocados de escanteio, como ovelhas negras do grupo em que cantam. Mas, com trabalhos de percepção musical e persistência, todos podem chegar a cantar. E muito bem!

Ricardo de Oliveira, que, felizmente, apareceu para nos redimir, deixa claro que “temos que ser afinados conosco mesmos, com o ser humano, a natureza, o cosmos” (v. “Música, Saúde e Magia”, ed. Record/Nova Era, 1996). Ele contrapõe o que chama de música orgânica à música mecânica… Não temos que nos afinar por um piano ou um violão!

Gilda Vandenbrande, que há mais de vinte anos faz teatro e música para espetáculos teatrais, assegura: “Quem fala canta!” (este é o nome de sua Oficina de Voz e Canto).

Anúncios